domingo, 1 de agosto de 2010

Como educar seu gato?

                                                                                                                                                    Foto: The Daily Kitten
           Como educar seu gato?

Primeiro deve-se saber se seu gato está mesmo precisando ser educado, ou se ele está tendo um problema comportamental ligado a uma doença, uma dor, algo que esteja o encomodando, ou por ciúmes, como foi falado na edição passada. Para educar um gato, a primeira coisa que se deve fazer é: educar sem sofrimento! Não bata em seu gato para educá-lo, isso só vai traumatiza-lo. 
Aqui vão algumas maneiras para educar seu gato:

Borrifadas: uma boa maneira de educar seu gato é dar um borrifada de água fininha no rosto dele, não é algo que traumatize ele, é uma maneira que ele entende que fez algo errado, porque ele não gosta da sensação.


Barulhos: Um barulho alto pode ajudar. Coloque algumas moedas ou pedrinhas dentro de uma latinha e feche-a. Balance a lata, fazendo um barulho alto, sempre que o gatinho fizer algo errado (funciona com cães também). Ou então, faça outro barulho, como bater com uma régua em uma revista, por exemplo.

Na hora: Não use esses truques depois de muito tempo de ele ter feito, tem que ser exatamente na hora que ele fez, se não ele não entende o que fez de errado.

Não atormente: O que você quer é criar uma associação negativa para deter futuros maus-comportamentos. A água ou o barulho devem ser repentinos, mas breves. Só use o instrumento o tempo suficiente para que o gato pare o que está fazendo.

Não se desculpe: Por mais que você queira, não se desculpe após fazer isso, se não você vai confundir seu gato, fazendo ele achar que o que fez é certo. Também não fique bravo, ensine-o com calma.

Alternativas: Disciplinar somente não funciona sempre com felinos. Por exemplo, você pode não conseguir fazer seu gato parar de arranhar os móveis, a menos que você dê a ele um arranha-gato. Para controlar outros problemas, tente analisar onde está o problema, e veja se você pode achar uma maneira de canalizar a energia para algo que não seja ruim, em vez de simplesmente dizer "não".

Armadilhas: Você pode usar armadilhas que vão punir certos comportamentos quando você não estiver perto. Estas armadilhas devem surpreender, mas nunca machucar o Gato. Por exemplo, coloque uma pilha de latinhas de refrigerante vazias em locais proibidos, para que caiam facilmente quando o Gato pular lá.

9 comentários:

  1. Estas são ótimas e eficientes dicas. Vale a pena quem não as usou, testá-las.

    ResponderExcluir
  2. Às vezes funciona...mas meu gato adora subir na pia,pra ficar olhando a água que cai da torneira, e mesmo que borrife água nele ele nem liga...rs...rs..rs..é teimoso...

    ResponderExcluir
  3. Eu vou tentar, o meu e muito teimoso, bato, grito e nada. na minha casa tenho parques no xao, ele puxa p apanhar areia e faz necessidades, nao aceita fazer no baldinho c areia. Ja me aranhou os sofas todos. Ate ja kis lhe oferecer mas tenho pena dele.

    ResponderExcluir
  4. o gato precisa de carinho, as vezes qdo ele apronta o jeito é xingar, uma vez bati numa gatinha bem pequena de raiva dela ser muito nervosa fazer barulho de agressão mais coitada me arrependi tudo que ela precisa é de carinho, se ela não ta legal pra que ficar em cima da gata dexa ela de lado....eu amo gatos e não suporto saber que alguem maltrata ou querer dar ele se ele fez algo q nao gosta, ele nao é mercadoria gente, precisa de vc pra sempre!

    ResponderExcluir
  5. E se ele estiver brincando de dar mordidas nos pés com meia ou na mão?

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde,
    Vim dar a este blogue numa pesquisa desesperada sobre como educar o meu gato. O Simba tem 6 meses é capado e é um gatinho muito saudável e brincalhão. Não arranha sofás, é muito limpinho. Por vezes morde-me um bocado, mas o meu drama maior começou ontem á noite quando chego a casa e a gaiola do sasá (o meu canário) está no chão e o pobre sasá preso atrás da maquina de lavar super assustado. O Simba já me partiu algumas coisas, rasgou outras... e eu adaptei-me. A minha casa está sempre super arrumada graças a ele, nunca deixo nada que ele possa estragar para não me chatear com ele. Mas estou muito triste, vivo sozinha e não aguento ter de compor a casa ou não poder comprar coisas que gosto porque o Simba pode estragar! Ele não me liga nenhuma, eu ralho e mal viro as costas ele volta e faz o mesmo. Não sei o que fazer. Já tive 3 gatos em casa dos meus pais e nenhum era assim! Tinhamos um piriquito e nenhum lhe fez mal, nenhum mordia assim nem estragavam as coisas... alguém tem uma sugestão? Porque estou desesperada... pfv

    Beijinhos, Inês Simões

    p.s gostei muito do blogue =)

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Meu gato faz tudo que ensinamos ele quando não estamos, não adianta nada, ele só fica comportado na nossa frente, queria uma armadilha para ele parara de subir no meu carro (que preto, no caso agora ele é preto com manchas de pegada de barro)
    To querendo improvisar um dispositivo de choque no carro, com amperagem bem baixa, só pra dar susto, será q funciona?

    ResponderExcluir
  9. tenho um gatinho siamez de um ano,mais naum sei oq acontece dou mto carinho a ele,mais ele vira o lixo, sobe em cima da pia pra virar o lixo, mija em cima do meu sofá, ele usa a caixinha de areia naum deixo acumula xixi, to sempre trocando mais ainda assim ele mija no sofá.qdo ele vira lixo q acha algo como osso por exemplo leva para cima das coisas do sofá, da cama dos meus filhos nossa naum sei mais oq fazer meu marido q ate q eu o dê, mais naum posso pois eu o amo demais.

    ResponderExcluir