terça-feira, 5 de outubro de 2010

Gatos traumatizados: como lidar?

Gatos traumatizados: como lidar?

Gatos ficam traumatizados por diversos motivos. Normalmente, gatos pegos da rua tendem a ficar traumatizados, por serem maltratados e expostos a muitos perigos. Gatos que já tiveram alguma experiência com maus-tratos também tendem a ficarem traumatizados e desconfiados(inclusive com estranhos) das pessoas. Mas, não dura para sempre. Alguns gatos que chegaram traumatizados, sendo bem cuidados, com amor, carinho, tendo um lar seguro, ficam "bons" e não tão assustados quanto estavam quando chegaram. Isso não significa que será assim com todas as pessoas, normalmente os gatos que foram maltratados ou que não têm boas experiências com pessoas não chegam nem perto de um desconhecido. Toda vez que um desconhecido chegar em sua casa, ele adotará vários esconderijos, lugares onde se sinta seguro e que, muitas vezes, nem mesmo o dono tenha acesso. O ideal é ter paciência com seu gato, ele irá se acostumar com você e verá que a casa é o lar dele. Faça tudo direitinho, evite movimentos bruscos, barulhos altos e tudo o que possa assustá-lo.
O mais importante é dar amor, carinho, atenção, isso e o tempo curam todos os traumas!

                                                                    Lizandra de Abreu.

11 comentários:

  1. Ter paciência é a primeira lição para que adota um gato. O resto o tempo, amor e carinho ajuda muito. Bjks

    ResponderExcluir
  2. tem um gatinho que passeava pelo meu quintal mas quando eu fui pegar ele no colo ele ficou tentando miar e não conseguiu, ficou paradinho, sem mecher, eu soltei ele e ele foi pra baixo do tanque de lavar roupas e ficou com a respiração acelerada e sem fechar a boca, chega até cair saliva da boca dele, eu tentei dar comida água, leite mas ele nem reagiu, ele só olhou e ficou olhando pra lugar nenhum o que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Cara, desculpe responder tão tarde mas sinto muito lhe informar, pois você deve ter cometido algum grave erro, talvez na forma ao pegar o gato e colocá-lo no seu colo.
      Por isso, saiba de algumas informações de como segurar o Gato:

      0. Tome sempre cuidado com as garras ou saliva em contato com sua pele.

      1. Nunca pegue um gato adulto pelo cangote, da forma como a gata mãe costuma carregar filhote, sem entendimento isso pode esganá-lo ou forçar um nervo espinhal, levando-o a morte.

      2. Evite encostar a palma da mão no meio da barriga dele(a). (acredite, Gatos não gostam que toquem na barriga sem permissão ou afinidade.)

      3. Para pegá-lo corretamente: segure-o com as duas mãos bem esticadas e firmes pelas laterais, na região das costelas e do abdômen, sem apertar.
      (Uma dica que facilita é deixar as duas patas da frente repousadas sobre o seu braço direito).

      4. Para tentar se aproximar do gato sem assustá-lo, não tenha pressa, se agache ou sente para que ele possa lhe ver completamente. Tente "miar" com uma voz mansa, emita sons suaves e agudos, contato visual também é muito importante, transpareça confiança! ofereça ração e acaricie. Funciona!

      5. Se for uma gata grande e principalmente prenha prestes a ter filhotes, terá que tomar cuidados mais cautelosos, será melhor contar com a ajuda de 1 pessoa, em especial procure um cuidador profissional com gatos ou veterinário.

      6. Feches as portas, portões ou janelas, certifique-se de estar fora do alcance da rua. Evite barulhos de aparelhos elétricos, de motor, máquina de lavar, aspiradores de pó (Terror dos gatos), furadeira e barulho de veículos. Gatos são altamente assustados/agressivos, ele pode até se traumatizar com a situação. Não bata palmas!

      Excluir
  3. Ola. GOstei do seu artigo.Tenho 2 gatinhos que nao confiam nas pessoas. Tratamos com meiguice e carinhos mas sao agressivos quando tentamos chegar perto deles, Um veio doente, comnsegui tratar dele, e já está bom, mas continua a fugir de nos. Estamos habituados com gatos aos anos, Sempre tivemos grandes companheiros. São tratados com muito amor e respeito. Mas estou preocupado porque preciso saber o certo a fazer já. agradeço dicas. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Eu pequei as minhas 2 gatinhas na rua uma n tem medo de nada e eh super de boa com todos, mais a outra eh desconfiada e só confia em mim oq eu fasso pra q ela perca esse trauma ?? Ja tentei varios medodos mais ela continua assustada.

    ResponderExcluir
  5. Tenho um gato muito medroso que ficou esquisito após a última mudança de casa, que fiz. Ele ficou mole (meio que descadeirado), trêmulo, babando, e quando tenta comer não consegue (parece que fechou a garganta dele. Estou preocupada dele morrer...

    ResponderExcluir
  6. Tenho um gato muito bem cuidado que dou muito carinho. Porém ele é extremamente medroso. Após a mudança de caso que fiz, recentemente, ele traumatizou a ponte de paralisar, ficou vomitando e depois ficou meio que descadeirado, babando, e algo esquisito acontece quando ofereço a comida para ele: me parece que a sua garganta fechou, pois quando tenta comer faz um barulho dentro dele, que o impede de engolir. Fico triste achando que ele pode não sobreviver. Será que vai...?

    ResponderExcluir
  7. tenho um gatinho de 3 meses, o peguei com 60 dias, até aí sempre foi um gatinho super dócil e brincalhão, ele mudou esse comportamento desde que precisou ficar uma semana internado devido a convulsões e para fazer os exames, deu tudo normal nos exames que ele fez e agora ele está medicado, porém está muito arisco, não relaxa pra nada... comida ter que colocar na cara dele e água ele quase não bebe... ele anda sempre engatinhando em posição de ataque e xixi e cocô não está fazendo mais na caixinha de areia (fez na caminha dele)o único momento em que ele tranquiliza é no colo. Estou com medo dele ficar assim, espero que seja só o trauma da internação...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando um gato tem tendência a traumatizar não tem santo que dê jeito.
      Vc vai precisar de ter muita paciência e dedicação com seu gatinho. Normalmente esses gatos traumáticos são muito carente, chegando a serem enjoadinhos e pegajosos com quem eles gostam
      Mas, me parece, que assustaram o seu gato, lá onde ele ficou internado - vai saber...
      O meu é medroso desde pequeno. E tudo só se agravou a medida que ele cresceu. Hoje, sequer ele suporta ver pessoas.Corre-se o risco de isso acontecer com o seu gato).
      Na última mudança que fiz, pensei que meu gato ia morrer... Parou de comer, tremia e babava - até pensei que ele estivesse com doença grave, pois sua garganta parecia ter fechado e babava. Precisei comprar ração especial de tratamento para gatos doentes (AD e Recovry), misturei com peito de frango moído, fígado de frango (porque essa ração especial é muito cara), e enfiava o alimento na na boca dele, obrigando ele a engolir. Ele me olhava com olhar de desespero, como que dizia, deixa eu morrer.
      Foi uma luta, eu conversava e acarinhava bastante ele, até que graças a Deus, sua saúde foi restabelecida, e já procura comida.

      Excluir
    2. Passada uma semana percebi que ele está muito agarrado comigo e com meu marido, não brinca mais no play que fizemos pra ele.. já as necessidades o xixi ele faz na caixinha sozinho mas o cocozinho ele está fazendo pela casa. Continua medroso mas não no nível em que ele estava quando chegou da internação.
      Muito amor e carinho estamos dando a ele.

      Excluir